AfrikaansArabicChinese (Traditional)DutchEnglishFrenchGermanHebrewHindiItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanishTurkish

A imortalidade da alma pelas vozes dos profetas

Imortalidade alma dos profeta

A imortalidade da alma não é um conceito novo como muitos insistem a afirmar, más uma crença espiritual de fé do próprio povo hebreu. Os antigos acreditavam na possibilidade de uma alma imortal do ser humano e isso era cada vez mais possível de acordo com as revelações bíblicas que chegava sempre ao povo simples.

Jesus á sancionou, e os evangelhos são exímios exemplos da sobrevivência do espírito após a morte do corpo físico. Até hoje muitos sistemas humanos tentam negá-la, para seus fins pessoais de domínio, tentando atrasar a humanidade em suas próprias convicções e o que o espiritismo vem afirmar hoje já era mero acaso normal em tempos antigos, como no caso do intercâmbio do mundo espiritual ao físico pela vós dos antigos profetas, como intercessores destes diálogos e descritos mais tarde como os tais também “Espíritos Santos”.

Vejam: Espírito do Santo de Deus em pessoa não é só Jesus !

Mortos na carne más vivos em espíritos

Espíritos dos Profetas

Nas tradições hebraicas para o povo simples era se proibido a comunicação com os espíritos dos mortos, justamente pela ignorância ao qual ainda viviam eles que deveriam serem doutrinados, más isso era possível aos iniciados, conhecidos nos segredo, como no caso dos profetas.

Os profetas nada mais eram o que hoje conhecíamos como médiuns, intercessores entre o plano espiritual e o físico, e está claro que a comunicação era tida com estes sábios e intelectuais desencarnados do mundo hebreu (mentores) que após a morte, passaram a instruir o povo pelos profetas por suas mediunidades. Por isso vemos nitidamente em muitas passagens:

“Então veio o Espírito de Deus sobre Azarias, filho de Odede.” (2 Crônicas 15:1)

“Então foi para Naiote, em Ramá; e o mesmo Espírito de Deus veio sobre ele, e ia profetizando, até chegar a Naiote, em Ramá.” (1 Samuel 19:23)

“Chegai-vos a mim, ouvi isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde o tempo em que aquilo se fez eu estava ali, e agora o Senhor DEUS me enviou a mim, e o seu Espírito.” (Isaías 48:16)

Ou melhor, não quer dizer estas passagens, o espírito pessoal de Deus, más um espírito vindo da parte de Deus.

Espíritos de Deus

Profecias do Profetas

Agora vamos analisar esta passagem do livro de Eclesiastico e um comentário de Paulo, para vermos que estamos falando do mesmo assunto, ou seja: da imortalidade da alma.

"Pois, quanto a nós, só vivemos durante esta vida, e depois da morte, nem mesmo nosso nome nos sobreviverá ? Elias foi então arrebatado em um turbilhão, mas seu espírito permaneceu em Eliseu. Nunca em sua vida teve Eliseu medo de um príncipe; ninguém o dominou pelo poder. Nada houve que o pudesse vencer: seu corpo, mesmo depois da morte, fez profecias. Durante a vida fez prodígios, depois da morte fez milagres. E, apesar de tudo isto, o povo não fez penitência, não se afastou dos seus pecados, até que foi expulso de sua terra, e espalhado por todo o mundo.”

– Esta passagem é clara, em ter uma vida extrafísica atuante nos tempos do velho testamento, atuando através de outros médiuns (profetas), no exercício de obras para com Deus, não só no caso de Elias, más do mesmo jeito ocorreu com Eliseu.

“Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.” (Hebreus 11:4)

Podemos ver nesta duas passagem, que se referem ao mesmo fenômeno espiritual, da comunicação com os espíritos do santos antigos (mentores), com os intermediários para a instrução do povo.

Mortos e a Bíblia

Espírito do profeta Samuel

"Antes de terminar a sua vida neste mundo, tomou como testemunha o Senhor e seu Cristo, de que não tinha recebido dinheiro de pessoa alguma, nem mesmo uma sandália, e não achou ninguém que o acusasse. 23.Depois disso, adormeceu e apareceu ao rei, e lhe mostrou seu fim (próximo); levantou a sua voz do seio da terra para profetizar a destruição da impiedade do povo. " (Eclesiático 41: 22 e 23)

Esta passagem acima do livro eclesiástico está falando do profeta Samuel, que segundo a bíblia tradicional em (1 Samuel 28:7-25), revela que o espírito do profeta foi invocado através de uma médium.

Más como vemos acima, confirmando o que já sabemos, não foi um demônio como muitos acusam, pois fez uma profecia certeira e em eclesiástico o fato não é visto como algo pejorativo.

A confusão hoje vigente da comunicação com os espíritos dos santos na bíblia, está no termo “mortos”, más como já expliquei, a bíblia quanto a proibição de Moisés na lei (tradicional) se restringe de forma simbólica, á mortos na carne e em espírito, que é o caso das almas não esclarecidas.

Já para os espíritos mais evoluídos desta antiga nação, entendemos “como mortos segundo a carne, más vivos segundo o espírito”, por suas bagagens espirituais, como é descrito em Ezequiel e João:

“Mas, convertendo-se o ímpio da impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça conservará, sua alma em vida.” (Ezequiel 18:27)

“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5:24)

Resumindo:

Como já explicamos e já conhecido de muitos, como lei mosaica (humana ou cerimonial), a proibição de comunicação com a alma dos falecidos era limitada e restringia aos mortos de ordens morais e não aos vivos em carne e espíritos.

São muitos destes antigos profetas que foram os mentores e espíritos santos nos fenômenos mediúnicos da pentecostes e nas primeiras igrejas sacramentando o principio da imortalidade da alma e da pluralidade das existências pela própria reencarnação. Este artigo só vem a completar o que já tinha explicado em outro artigo sobre a carta psicografada do profeta Elias, onde deixarei o link abaixo para que possam concluir o que eu digo.

Vejam: A carta do profeta Elias ou uma psicografia dos tempos bíblicos ?

Abraços….

Autor: Valter J.Amorim


Postagens Relacionadas:

O evangelho essênio dos doze santos

Fim dos tempos e o Mundo vindouro segundo a visão de Isaías

O Dogma do Batismo e a Reencarnação

A Ressurreição dos Mortos do Último Dia ou Reencarnações ?

Leave a reply